Utilize o Paypal para fazer compras no Uber Eats seguindo esse passo a passo

O Uber Eats é um app de entregas de comida da Uber, sua popularidade pode ser justificada pelas vantagens e recursos que a plataforma disponibiliza. Além de ser possível fazer pedidos com o Uber Cash, você também pode utilizar aplicativos de pagamento como o PayPal para pagar seus pedidos. Veja a seguir como usar o PayPal no Uber Eats.

O seguinte tutorial foi realizado pelo aplicativo oficial do Uber Eats que está disponível para todos os dispositivos.

Como usar o PayPal no Uber Eats

Passo 1: na página inicial do aplicativo, entre no seu perfil para encontrar opções adicionais;

Passo 2: então toque na alternativa “Forma de pagamento”;

Passo 3: nessa tela você poderá visualizar suas formas de pagamento cadastradas no app, toque em “Adicionar forma de pagamento”;

Passo 4: então basta apertar na opção do “PayPal”;

Passo 5: feito isso, você será redirecionado para o site do PayPal em seu navegador. Inicie sua sessão inserindo as informações de sua conta, então toque em “Log in”;

Passo 6: leia os termos de compromisso entre a relação do Uber Eats e PayPal, então clique em “Concordar e continuar”;

Passo 7: feito isso, sua conta do PayPal já estará entre suas formas de pagamento;

Passo 8: para usar o seu saldo no PayPal durante o pagamento de pedidos, basta entrar na opção de seus dados de pagamento;

Passo 9: então você poderá visualizar a mesma tela do passo 7, basta clicar no PayPal para selecioná-lo como forma de pagamento;

Pronto! Agora você sabe como usar o PayPal no Uber Eats.

Fonte: Canaltech – Imagem: Multichanelmercanti

Anúncio

Cartão de Crédito Inter: limite em dobro, cupons e cashback extra

Banco Inter vai liberar limite do cartão de crédito em dobro. A instituição financeira vai disponibilizar mais uma vez promoções especiais nas principais lojas de varejo que estarão disponíveis em seu próprio marketplace. Serão diferentes descontos especiais, além de cashback extra, cupons e frete grátis para diversas regiões do país. O nome do evento vai se chamar de Black Out Inter.

Banco Inter vai dar limite do cartão de crédito em dobro

Blackout Inter

A instituição financeira batizou o evento de Blackout Inter e contará com o limite dobrado, como você pode conferir a seguir:

Limite em dobro

No evento, os usuários terão o seu limite de crédito dobrado para aproveitar as promoções dentro do Super App. Por exemplo, se o seu limite for de R$ 1 mil, e o consumidor já utilizou R$ 600, em vez de R$ 400, ele terá disponível R$ 800 para usar no app, em sua primeira compra na ocasião.

“Estamos aprimorando cada vez mais nosso shopping, trazendo novos parceiros e criando condições para que nossos clientes possam fazer suas compras com mais segurança, simplicidade e economia”, afirma Rodrigo Gouveia, CEO do Marketplace.

Como participar do Blackout Inter

Se o usuário da fintech tiver interesse em utilizar o evento, basta acessar o shopping do Inter no Super App.

Lembrando que, durante a semana, o Inter vai avisar os usuários do cartão por e-mail, notificações no app e publicações nas redes sociais. Eles serão alertados sobre as principais ofertas, produtos em destaque e cupons de desconto.

Fonte: Seu Crédito Digital

Anúncio

Garanta agora mesmo o seu Credicard Zero com cashback

cartão de crédito isento de anuidade Credicard Zero vai lançar, em setembro, um programa sem custo adicional chamado Cashback na Loja: usuários receberão dinheiro de volta em compras realizadas nos estabelecimentos parceiros. Haverá também o Zero + Cashback, mensalidade de R$ 18 que rende 1% sobre os gastos da fatura e reembolso maior em lojas online como Netshoes e Petz.

Os dois programas são independentes e podem ser utilizados ao mesmo tempo. O Cashback na Loja é de graça: trata-se de uma parceria com a Getmore, que também disponibiliza o mesmo serviço para usuários do banco Next. Com ele, você ganha 1% do dinheiro de volta em compras online na iPlace, 2% no Submarino e 3% na Drogasil, por exemplo; são mais de 100 estabelecimentos participantes.

Enquanto isso, o Zero + Cashback é pago: ele devolve 1% dos gastos feitos na fatura a cada mês. A porcentagem é maior para lojas online de parceiros como Boticário, Netshoes, Zattini e Petz. Será possível contratá-lo através do aplicativo da Credicard dentro da aba Serviços.

Neste caso, é cobrado um custo mensal de R$ 18. Por esse motivo, a Credicard recomenda o Zero + Cashback apenas para usuários que gastem pelo menos R$ 2 mil a cada mês, ou que concentrem suas compras nos parceiros com maior porcentagem de cashback.

O Cashback na Loja e o Zero + Cashback poderão ser usados de forma simultânea quando forem lançados no próximo mês. Neste caso, você vai receber 1% de volta em todas as compras mais o percentual disponibilizado por cada e-commerce.

Outros cartões sem anuidade têm cashback

O Nubank segue uma estratégia de negócios parecida: o cartão de crédito roxinho não tem taxa de anuidade, mas tem um programa de fidelidade Rewards que custa R$ 19 ao mês ou R$ 190 ao ano. Em vez de dar cashback, ele permite pagar compras em determinadas categorias, como supermercado e farmácia.

Quanto ao cashback, existem alguns cartões de crédito com anuidade zero e com esse tipo de benefício. O mais notável talvez seja o Banco Pan, que em parceria com a Méliuz devolve até 0,8% dos gastos elegíveis na fatura. O PicPay Card, por outro lado, reembolsa 5% em compras realizadas na carteira digital.

O C6 Bank tem um programa de pontos grátis no débito e crédito, permitindo trocar esses pontos por dinheiro. E, como citado anteriormente, o banco Next do Bradesco disponibiliza cartão de crédito sem anuidade com cashback em lojas específicas.

Fonte: Tecnoblog – Imagem: Konta Azul

Anúncio

Conheça o Cartão de Crédito Latam Pass Itaú

Em setembro do ano passado, o programa de fidelidade Multiplus foi substituído pelo Latam Pass. Recompensando as compras dos usuários com pontos, o programa permite acumular a pontuação efetuando compras em sites parceiros, através de links no site, ou então usando o cartão de crédito próprio.

cartão Latam Pass possui bandeira Mastercard ou Visa (é possível escolher entre as duas) e pertence ao Itaú. Atualmente são oferecidas quatro opções do cartão: Internacional, Gold, Platinum e Black. Para saber qual é o melhor para você, é preciso considerar sua renda e gastos mensais.

Vantagens do programa Latam Pass

O primeiro benefício é poder receber pontos de acordo com o seu consumo usando o cartão de crédito ou realizando compras em sites parceiros. A pontuação é de acordo com a conversão dos gastos para dólares, conforme tabela abaixo dos cartões Mastercard:

  • Internacional = US$ 1 = 1,3 ponto
  • Gold = US$ 1 = 1,6 ponto
  • Platinum = US$ 1 =  2,0 pontos
  • Black = US$ 1 = 2,5 pontos

Esses pontos têm validade de dois anos e podem ser trocados no portal do Latam Pass. Entre as possibilidades, estão passagens aéreas, estadias em hotéis, eletrodomésticos, roupas, itens de higiene e beleza, por exemplo. Vale dizer que as compras internacionais valem mais pontos do que as feitas aqui no Brasil.

Além disso, outra vantagem é que quem tem o cartão de crédito Latam Pass tem passagem preferencial em todos os voos da companhia. Os usuários do programa também recebem cupons para upgrade de cabine.

As salas VIP da Latam também podem ser acessadas por quem faz parte do programa, sendo cinco salas ao total, localizadas nos principais aeroportos do mundo. Ademais, com os cartões, também é possível parcelar as passagens da Latam em até 10x sem juros e ter 50% de desconto em cinemas e teatros da rede credenciada Itaucard.

Quem usava o programa Multiplus, antigo programa de fidelidade da Latam, pode usufruir dos benefícios do Latam Pass sem precisar mudar de cartão.

As alternativas do cartão Latam Pass

Internacional

Esse é o mais básico dos cartões de crédito do programa Latam Pass, é exigida a renda mínima de R$ 800 para solicitar. Ele rende 1,3 ponto por dólar gasto em compras e para não pagar anuidade é preciso gastar R$ 1.000 por mês. Para a compra de pontos Latam, porém, o desconto é de 30% para quem possui o cartão.

Gold

Para solicitar o cartão Gold do programa, é necessário ter uma renda a partir de R$ 2.500. Ele rende 1,6 ponto por dólar gasto em compras e a anuidade é grátis apenas nas faturas a partir de R$ 2.000.

Por outro lado, com gastos a partir de R$1.000 por fatura, eles disponibilizam 50% de redução no valor da anuidade, enquanto o desconto na compra de pontos também é de 30%. Com gastos abaixo de R$1.000 no Latam Pass Gold não há benefício e a anuidade é de 12x de R$33,00, ou seja, R$396,00 no total.

Platinum

Com uma renda a partir de R$ 7.000, é possível pedir o cartão Platinum, cuja anuidade é gratuita a partir de R$ 4.000 por fatura. Em viagens, são dados 2 pontos a cada dólar em compras e os usuários Platinum também têm 3 cupons de upgrades de cabine por ano.

Mantendo o gasto de R$ 4.000,00 por fatura durante os 3 primeiros meses, os clientes ganham 8 mil pontos bônus. Porém, caso os gastos no Latam Pass Platinum fiquem abaixo de R$ 2.000,00, não há benefício e a anuidade é de 12x R$ 48,00 ou R$ 576,00.

Black

O cartão mais Premium exige uma renda mínima de R$ 15.000,00. A pontuação é de 3,5 pontos por dólar em compras e os clientes ganham 6 cupons de upgrade de cabine anualmente.

A anuidade é grátis gastando R$20.000 por fatura. Porém mantendo o gasto com esse valor por fatura durante os 3 primeiros meses, o cliente ganha 20 mil pontos bônus.

Desvantagens do Latam Pass

A grande desvantagem é, principalmente, a exigência de comprovação de renda compatível com o cartão que você deseja para fazer parte do programa Latam Pass. Além do mais, também existe uma anuidade alta, se você não conseguir gastar o mínimo para ter a anuidade grátis.

cartão Latam Pass é recomendado para quem viaja bastante e sabe que conseguirá concentrar os gastos no cartão. Portanto, avalie se os produtos e as passagens são atraentes para a troca de pontos, compare com outros programas de fidelidade e veja se você tem tantas viagens nos seus planos para usar os seus pontos Latam.

Conclusão: o cartão Latam Pass vale a pena?

O cartão Latam Pass vale a pena se você desejar viajar mais, consegue concentrar seus gastos no cartão usando apps de pagamento e pode comprovar a sua renda. Entre no site do programa para outras informações e busque se informar também sobre outros programas, como o Smiles e Mastercard Surpreenda.

Fonte: Seu Crédito Digital – Imagem: Divulgação

Anúncio

O Banco BTG Pactual está com novidades para cartão de crédito e débito, garanta o seu!

O maior banco de investimentos da América Latina, o BTG Pactual, vai começar a disponibilizar conta corrente e cartões de crédito e débito pela plataforma digital de varejo BTG Mais. O banco quer que a partir do quarto trimestre o serviço já esteja sendo amplamente utilizado.

“No nosso calendário, o início estava previsto para o primeiro trimestre de 2021, mas a pandemia acelerou os planos. Se até uma padaria passou por uma transformação, imagina o mercado financeiro”, afirmou o diretor de relações com investidores do BTG Pactual, João Marcello Dantas.

A instituição deseja que o BTG Mais seja um complemento do Pactual Digital, que é sua plataforma aberta de investimentos. Sendo assim, a pessoa física vai poder realizar pagamentos, utilizar o cartão de crédito e débito e ainda escolher o quanto quer investir no portfólio disponibilizado pelo banco.

“A nossa expectativa é alcançar 100 bilhões de reais em dinheiro novo na asset (fundos) e em wealth (gestora de fortunas, que inclui o BTG Pactual digital), porque o ritmo de captação continua forte. No primeiro trimestre, captamos 21,5 bilhões de reais e, no segundo, 22,5 bilhões de reais.”, comenta João.

Estes R$100 bilhões devem se juntar aos mais de R$500 bilhões que as outras duas áreas têm sob gestão, sendo 304 bilhões de reais na asset e 193 bilhões reais em wealth até 30 de junho. “O BTG Mais, por sua vez, vai capturar tarifas de serviços e de conta corrente.”

Novas aquisições

Há pouco tempo, o BTG captou R$2,65 bilhões com a finalidade de não só fortificar a capitalização do banco, mas também com interesse em novas aquisições.

“Não haverá nenhuma aquisição transformacional, serão todas complementares, visando novos produtos ou mais volume. Estamos estudando potenciais aquisições no curto e no médio prazo para consolidar a plataforma de varejo digital”, afirma João.

De acordo com ele, uma parte dos funcionários já estão testando as funções do BTG Mais, ao receber seu salário e estão pagando as contas pelo “consumer back”.

João comenta que a empresa já possui um market share significativo dentro do universo de investimentos, e agora o banco está conquistando o varejo.

Fonte: FDR

Anúncio

Confira essas dicas sobre como utilizar o Samsung Pay

Samsung Pay é um método de pagamento por aproximação de celulares e relógios da Samsung, que chegou no país em 2016 e permite que o usuário cadastre cartões de crédito, débito ou serviços para serem usados nos terminais magnéticos, através da tecnologia NFC (Near Field Communication) e MST (Magnetic Secure Transmission).

Como funciona o Samsung Pay

Depois de cadastrar os cartões no Samsung Pay, o usuário pode fazer pagamentos em lojas presenciais e em alguns sites usando só o celular, sem precisar tirar a carteira do bolso para pegar o cartão, informar a senha e receber um comprovante.

O pagamento é realizado com a aproximação do telefone nas máquinas de cartão magnético. Para isso existem duas tecnologias que permitem a comunicação entre o smartphone e o terminal: NFC e MST.

A tecnologia NFC, do inglês Near Field Communication (comunicação de campo próximo), permite a troca de informações entre os dispositivos que estejam próximos um do outro. É parecido com aqueles cartões que liberam uma catraca ou a passagem no ônibus. Para isso funcionar, o celular e o terminal precisam ter a tecnologia integrada.

Já a MST, do inglês Magnetic Secure Transmission (Transmissão Magnética Segura) é mais abrangente, ela não precisa que o terminal esteja habilitado com a tecnologia também, gerando um campo magnético que faz a máquina entender que um cartão de crédito foi passado ali.

Ambas as tecnologias prometem ser seguras. Além de ser necessário a autenticação do usuário, seja através da impressão digital ou reconhecimento de íris, a comunicação entre os dispositivos precisa ser curta, sendo praticamente impossível alguém interceptar as informações a distância.

Além do mais, em cada transação, o Samsung Pay gera um código diferente para o cartão salvo no aplicativo, mantendo o original protegido.

Como configurar o Samsung Pay

Feito o login com a conta da Samsung no aplicativo do Samsung Pay, o usuário verá a alternativa de adicionar um novo cartão. O procedimento pode ser realizado tirando uma foto do cartão ou adicionando os números manualmente. Pode ser necessário validar ou autorizar a vinculação por meio de um código disponível no aplicativo do cartão.

Em quais dispositivos funcionam o Samsung Pay

Em celulares:

Galaxy S10e, Galaxy S10, Galaxy S10+, Galaxy S9, Galaxy S9+, Galaxy S8, Galaxy S8+, Galaxy S7, Galaxy S7 Edge, Galaxy S6 Edge Plus, Galaxy A8, Galaxy A8+, Galaxy A7 2017, Galaxy A5 2017, Galaxy A7 2016, Galaxy A5 2016, Galaxy A9, Galaxy Note8, Galaxy Note5, Galaxy A6+*, Galaxy S6*, Galaxy S6 Edge*, Galaxy J5 Pro* e Galaxy J7 Pro*.

Em relógios: Gear S3 Frontier, Gear S3 Classic, Gear Sport* e Galaxy Watch Active*.

*Dispositivos que funcionam apenas tecnologia NFC.

Quais cartões são aceitos no Samsung Pay

O Samsung Pay pode ser usado com cartões de crédito, débito e de serviços das maiores emissoras do país, com as bandeiras MasterCard e Visa: Bradesco, Banco do Brasil, Inter, Itaú, Neon, Bancoob, Banrisul, Brasil Pré-Pagos, Caixa Econômica Federal, Next, Porto Seguro, Santander, Trigg, Uniprime Norte do Paraná e de benefícios Ticket.

Vale dizer que não são todos os cartões das instituições acima que são aceitos. A lista completa pode ser encontrada no site da Samsung ou diretamente no aplicativo do Samsung Pay, acessando o item “Avisos” e “Bancos elegíveis”.

Como usar o Samsung Pay

  1. Basta deslizar o dedo de baixo para cima, partindo do botão de início, na tela bloqueada ou na tela inicial, para selecionar o cartão desejado;
  2. Faça a autenticação por impressão digital, reconhecimento de íris ou senha;
  3. Aproxime o dispositivo da máquina de cartão para efetuar o pagamento.

Em alguns casos é preciso digitar a senha do cartão, normalmente quando o valor da compra é alto. Para os pagamentos com NFC, a aproximação deve ser realizada com a traseira do telefone e o ícone impresso na máquina (normalmente fica próximo à tela); já na MST, a aproximação deve ocorrer no leitor do cartão magnético.

Por ser uma tecnologia “nova”, alguns operadores da máquina podem encontrar dificuldade em realizar a cobrança por aproximação ou mesmo desconhecer o método. Da forma convencional, é só colocar o cartão e digitar o valor da compra; no Samsung Pay, é preciso primeiro inserir o valor da compra na máquina, para depois aproximar o celular ou relógio.

Samsung Rewards

Quem usa o Samsung Pay acumula pontos no programa de fidelidade, o Samsung Rewards. Existem três níveis de pontuação: Bronze, até 10 compras no mês (resgatando 10 pontos por compra); Prata, de 11 a 20 compras no mês (resgatando 20 pontos por compra); e Ouro, de 21 a 30 compras no mês (resgatando 30 pontos por compra).

Os pontos podem ser usados para trocar por serviços como milhas, descontos em estabelecimentos; e produtos como baterias portáteis, Samsung Dex e fones de ouvido. O catálogo de resgate é atualizado sempre e pode ser conferido no app do Samsung Pay. Vale dizer que o Rewards é válido apenas para dispositivos produzidos no país.

Fonte: TecnoBlog – Imagem: Lexy-SavvidesCNET-5

Anúncio

Next x Nubank: escolha o melhor para você

Os bancos digitais Nubank e Next são rivais no mercado do país por acabarem com a parte burocrática para criar uma conta bancária. Seus diferenciais são aplicativos próprios em que os usuários podem abrir suas contas, gerenciar gastos, realizar transferências e organizar compras no cartão de crédito. Como existem diferenças entre os recursos e serviços disponibilizados pelas plataformas, consumidores precisam analisar benefícios antes de optar por criar uma conta em uma destas instituições financeiras.

Por esse motivo, preparamos um comparativo em que são apresentadas as principais características dos serviços, como taxas de juros, de serviços e eventuais cobranças para atividades financeiras. Desejar abrir uma conta em um banco virtual e não sabe qual é o melhor para você? Confira as principais diferenças e benefícios oferecidos pelo Nubank e Next. Os apps estão liberados para Android e iPhone (iOS).

Como funcionam?

Next e Nubank são bancos digitais que funcionam de forma parecida ao disponibilizar cartão de crédito e conta bancária que evitam burocracias. Ambos recebem novos usuários através de aplicativos exclusivos, que também são utilizados para gerenciar contas e cartões.

As duas empresas não possuem agências físicas e cabe ao cliente resolver suas necessidades financeiras e problemas com compras através do aplicativo. Os cartões oferecidos aos clientes podem ser utilizados em máquinas da rede Banco24Horas. Entretanto como o Next é de propriedade do Bradesco, seus clientes também podem usar os caixas eletrônicos do banco para realizar saques.

O Nubank não cobra taxa de anuidade do cartão de crédito. O Next é um serviço que traz similaridades com bancos tradicionais, que cobram as chamadas “cestas” para o uso de recursos da conta. Porém, existe também uma opção livre de taxas, como no Nubank. Os cartões das empresas são liberados para compras internacionais.

O que fazer para virar usuário do cartão?

A grande vantagem dos bancos digitais está na não existência de burocracia e na praticidade em criar uma conta através do celular. Assim como em bancos tradicionais, é preciso anexar documentos que comprovem renda e aguardar análise para saber se a conta será liberada. Normalmente, os documentos solicitados são: identidade, CPF, carteira de motoristas e comprovantes de residência e renda atualizados.

O primeiro passo para se tornar cliente Next é criar uma conta através do aplicativo. Feito isso, será necessário enviar os documentos e aguardar a aprovação para saber se a conta será criada. O acompanhamento do processo é realizado através do aplicativo também.

Nubank facilita a criação de novas contas para pessoas que receberam convites de seus clientes ativos. Porém, o aplicativo também disponibiliza a alternativa de cadastro e análise de documentos. Informações sobre o pedido são enviadas por e-mail.

Taxas e anuidade

O Nubank não cobra anuidade do cartão de crédito. Os clientes também não são cobrados para fazer transferências para contas de outros bancos. O banco, contudo, cobra uma taxa fixa para cada saque realizado em caixas eletrônicos da rede Banco24Horas. Atraso no pagamento da fatura do cartão gera uma multa de 2% sobre saldo devedor mais a taxa de rotativo (2,75% a 14% ao mês).

Em seu plano “Na Faixa”, o Next não cobra anuidade ou taxas para saques na rede Banco24Horas e nos caixas do Bradesco. As transferências para contas Next e Bradesco são de graça. Para outros bancos, clientes podem realizar apenas um DOC ou TED mensal sem taxas. O banco ainda disponibiliza planos de “cestas” que liberam mais ações sem pagamento extra na conta. Os planos de “cestas” variam em valores mensais que vão de R$ 9,95 até R$ 50,79, mas são grátis nos cinco primeiros meses.

A multa para não pagamento de despesas do cartão Next é de 2% sobre saldo devedor mais a taxa de rotativo (9,9% ao mês).

Interface dos apps

Esse é um ponto em que as duas empresas oferecem muitos benefícios para seus  usuários. Os aplicativos contam com interfaces intuitivas, com design moderno e telas com informações precisas sobre a movimentação de dinheiro e compras.

A interface do Nubank apresenta detalhes em roxo e branco. Clientes não encontram qualquer dificuldade para acessar sua NuConta e o demonstrativo de gastos com cartão de crédito. As compras de cada mês são apresentadas na fatura de forma organizada, com data de vencimento, descrição do serviço pago e número de parcelas a vencer. A interface deixa em evidência recursos como o chat de suporte, bloqueio temporário do cartão e limite disponível para compras.

O app do Next tem sua interface com fundo preto e botões em tom verde. Seu sistema intuitivo não é tão claro quanto o do Nubank na apresentação de recursos. Ainda assim, os ícones são muito bem trabalhados e oferecem excelente auxílio visual para que usuários tenham uma experiência diferenciada de uso. O fluxo de gastos, limite disponível, descrição de compras e menus não trazem qualquer dificuldade de entendimento. O aplicativo do Next oferece uma experiência dinâmica e visual totalmente moderno, se comparado aos seus concorrentes.

Principais funções

A NuConta, do Nubank, oferece opções para transferências, pagamentos de boletos, depósitos em dinheiro e um recurso de cobrança que gera um boleto para ser compartilhado com contatos profissionais e amigos. Correntistas podem separar parte do saldo em dinheiro na conta para que o valor não seja utilizado para pagamentos no app ou pelo cartão de débito, gerando assim uma poupança intocável até que o dinheiro seja transferido novamente para a opção de saldo disponível.

O aplicativo do Next permite gerenciar conta e gastos do cartão de crédito sem gastar a Internet móvel do celular. A empresa disponibiliza descontos exclusivos em redes de fast food, restaurantes, livrarias e instituições de ensino. O app conta com um recurso chamado “Vaquinha”, em que os clientes podem criar campanhas de arrecadação de fundos para qualquer atividade. O recurso “Objetivos” permite organizar economias de acordo com objetivos futuros como viagens, compras de bens e outras poupanças.

Fonte: TechTudo – Imagem: Shutterstock & Cred Produzir

Anúncio

Confira as vantagens e desvantagens do cartão de crédito Santander Free e Nubank

Santander Free x Nubank: cartões de crédito que não cobram anuidade já existem há bastante tempo, mas geralmente são emitidos por bancos menores e digitais. Muitos usuários mais conservadores gostariam de uma alternativa gratuita emitida por um dos bancos tradicionais. Por isso trouxemos hoje duas opções um pouco diferentes, mas igualmente interessantes.

Essa é justamente a proposta do Santander Free, que é uma tentativa do banco para alcançar os usuários do novos bancos digitais como o da fintech Nubank.

Mas será que o Santander Free consegue ser mais vantajoso do que o Nubank? Vamos comparar algumas características dos dois para analisar essa pergunta.

Santander Free cobra anuidade?

O cartão do Santander é sim isento de anuidade, mas apenas para os usuários que gastem pelo menos R$ 100,00 em cada fatura, ou seja, para ter direito à anuidade você precisa gastar todos os meses R$ 100,00 em compras ou parcelas.

Isso pode ser uma grande desvantagem para o banco, já que nos meses que o titular se esquecer ou não quiser consumir o valor mínimo precisará pagar R$ 31,17.

Já para o cartão do Nubank a anuidade é gratuita independente de sua compra.

Santander Free x Nubank: quais os benefícios de cada cartão?

Se por um lado o Free pode ser mais caro, ele também tem um programa maior de benefícios para seu cliente.

Como os dois cartões têm a bandeira Mastercard, o titular participa do programa Mastercard Surpreenda. Como é um programa da própria Mastercard os dois fornecem o benefício.

A principal diferença está no programa de benefícios da Nubank e do Santander. O cartão Nubank até tem um programa de pontos, mas para participar é necessário pagar mensalmente R$ 19 no cartão.

Já o cartão Free dá direito ao Esfera Santander, uma plataforma descontos exclusivos para todos os cartão Santander liberados também para os clientes do Free.

Qual cartão com juros mais baixos?

Essa pergunta não é muito fácil de responder, já que os juros para quem atrasa ou deixa de pagar a fatura podem variar de acordo com a análise de crédito de cada banco.

Entretanto, as informações fornecidas por cada empresa são bem diferentes. De acordo com o contrato do Santander Free, a taxa de juros padrão do rotativo do cartão é de 14,99% ao mês.

O cartão Nubank cobra taxas menores, a empresa anuncia em seu site que a taxa para cada cliente varia entre 2,75% a 14,0% ao mês.

Custos Gerais do Santander Free e o Nubank

Mesmo a taxa de juros e a anuidade sendo as tarifas que mais prestamos atenção, existem outras tarifas que podemos encontrar no cartão.

Geralmente escondidas nas letras miúdas, as taxas de 2ª via de cartão, cartão adicional e de saque também interferem nos custos no final do mês.

Nesse quesito o cartão Nubank fica muito mais na frente do que o Free, já que isenta o cliente de todas essas taxas.

Para os usuários do banco Santander serão cobradas todas essas operações, desde a emissão da 2ª via do cartão, até saques e cartões adicionais serão cobrados a parte.

Santander Free x Nubank: afinal, qual vale mais a pena?

Pensando apenas nos custos de cada cartão, o Nubank é o mais em conta quando comparado. Para usuários que procuram pagar menos pelo uso do cartão é com certeza o mais recomendado.

Já para quem procura um cartão de um banco tradicional, que seja mais sólido e com mais agências para o atendimento pessoas, aí o cartão Free sai na frente.

No fim das contas cada usuário tem as suas necessidades e cada cartão pode fazer mais sentido para o seu caso específico.

É importante falar sobre a importância de prestar sempre muita atenção nos contratos e termos de serviços que assinamos, principalmente nos serviços financeiros.

Fonte: FDR – Imagem: Seu Crédito Digital

Anúncio

Fique de olho nas vantagens do Cartão de Crédito XP com investback

A XP Investimentos acabou de divulgar o lançamento de um cartão de crédito sem anuidade, que estará liberado em breve para os clientes da corretora. 

Neste artigo, será traduzido todos os detalhes sobre esse novo cartão, que será gratuito, equivalente aos cartões mais premium do mercado e ainda contará com “investback”

Cada vez mais popular, o cashback é a modalidade em que um percentual de cada real gasto é convertido em dinheiro de volta na conta corrente do usuário. No caso do investback da XP, a cada compra, o cashback será investido em um fundo exclusivo e dedicado para isso. O percentual do investback ainda não foi divulgado.

O cartão de crédito da XP é internacional e carrega a bandeira VISA Infinite, com benefícios similares ao Mastercard Black, como salas VIP em aeroportos, seguro no aluguel de veículos e seguro de emergência médica internacional, entre outros. A anuidade normalmente é alta, cerca de R$ 1.000, porém, será gratuita para usuários XP.

Ainda em fase de testes, a novidade está liberada apenas para funcionários XP e deverá atingir todos os clientes no início do próximo ano.

A XP ainda comentou que “outros serviços bancários serão adicionados mais para frente à conta dos clientes na XP, como pagamentos e a função de débito – esse último item deve estar liberado já no primeiro trimestre do ano que vem”.

Cada vez mais marcas de fora do mundo das finanças trazem soluções financeiras para dentro de seus serviços. Embora a XP seja uma corretora que esteja ficando mais parecida com um banco ao disponibilizar cartão e conta corrente, há uma crescente descentralização desses serviços além do sistema bancário.

Exemplos disso são a possibilidade de transferências e pagamentos através de aplicativos como WhatsApp e o Paypal, uma ferramenta de pagamentos e envio de dinheiro, que já permite ter saldo na própria conta, se aproximando de uma conta corrente normal de bancos tradicionais. 

Fonte: Uol

Anúncio

Garanta já o seu Cartão de Crédito Nubank

Muito brasileiros tem o desejo de solicitar um cartão de crédito para fazer suas compras e poder parcelar. No país ainda existem milhões de pessoas sem acesso ao produto. Neste sentido, empresas disponibilizam diferentes soluções, entre elas o cartão de crédito Nubank.

O banco digital ficou conhecido no Brasil por ser um dos primeiros a intensificar o uso do benefício sem o pagamento de anuidade. Além disto, não são cobradas taxas aos usuários que usam o cartão de crédito da marca.

Por se tratar de uma empresa digital, todo o processo de abertura e gerenciamento do cartão de crédito é realizado pelo aplicativo do Nubank. Lá o interessado também solicita as opções de produtos da fintech.

Imagem: Gente e Mercado

É importante dizer que para ter o cartão na função crédito, não é preciso que o usuário tenha uma conta digital.

Para pedir o cartão de crédito, o interessado deve ter no mínimo, 18 anos de idade, ser brasileiro e informar número de seu CPF durante o seu cadastro. Além disso, ainda é necessário fornecer um endereço de e-mail.

Com estas informações em mãos, o interessado agora deverá fazer o download do aplicativo que fica disponível para Android (versão 4.4 ou superior) ou iOS (versão 10 ou superior).

Feito isso, com o aplicativo instalado, você pode realizar todo o processo de cadastro, informado os dados. Ainda existem outras maneiras de solicitar o cartão, como através do site do Nubank e também pelo blog.

Outro meio é por indicação, que funciona da seguinte forma: um amigo seu tem um cartão de crédito Nubank e poderá te indicar para ter o mesmo. Ao receber uma indicação de alguém que já é cliente Nubank ajuda na análise, mas não garante a aprovação para o crédito.

O mesmo é válido para os outros meios, o interesse em ganhar um cartão de crédito não garante o benefício. Nos casos de negativas, o Nubank detalha que o usuário poderá solicitar mais crédito em outras oportunidades.

Fonte: FDR – Imagem: Inteligência e Inovação

Anúncio
Anúncio