Usecasa: saiba tudo sobre a linha de crédito do Santander com garantia de imóvel

Se você tem algum projeto grande para realizar no próximo ano ou precisa de um suporte financeiro maior para resolver determinada pendência, fique tranquilo porque existem boas alternativas que podem te ajudar. Uma delas é o empréstimo com garantia de imóvel do Santander, no qual o cliente pode solicitar um valor equivalente a um percentual de seu bem posto em garantia.

Denominada de “Usecasa”, essa modalidade de crédito possibilita a contratação de quantias bem maiores de dinheiro, com prazos mais estendidos e condições facilitadas. De acordo com o próprio site oficial do banco, esse serviço oferece as melhores tarifas de juros em comparação com outras linhas que não utilizam bens como garantia. Assim, o interessado pode pedir um empréstimo de até 60% do valor total do imóvel. 

Vantagens do Usecasa

Veja aqui alguns dos principais benefícios dessa linha de crédito listados abaixo para você saber como poderá aproveitá-la:

  • Apresenta parcelas fixas, sem correção, evitando surpresas desagradáveis;
  • Possui taxa a partir de 1% ao mês somente;
  • Concede um prazo de até 20 anos para pagar;
  • Aceita imóveis com valor a partir de R$ 70 mil como garantia;
  • Possibilita a inclusão de imóvel próprio ou de terceiros (caso seja previamente autorizado);
  • Disponibiliza crédito de R$ 30 mil até R$ 2 milhões, com limite de até 60% do valor do bem;
  • Permite ao contratante ficar um mês a cada ano sem pagar a parcela;
  • Viabiliza incluir as despesas de IOF e de tarifa de avaliação no valor do próprio crédito solicitado;

Uma das grandes vantagens desse tipo de empréstimo reside justamente nas suas taxas menores, afinal, ao oferecer um bem importante de moradia como garantia, a instituição financeira entende que a “dívida” será quitada pelo solicitante. É como se houvesse uma segurança maior para o banco. 

No entanto, caso o cliente não cumpra com sua parte no acordo e não pague as prestações determinadas, a entidade bancária pode abrir um requerimento do imóvel após certo tempo. Então, avalie primeiro as suas condições de contratar esse recurso e procure ficar sempre atento às datas de pagamento.

Como posso garantir o meu?

A solicitação desse empréstimo é bastante simples e pode ser feita por meio do site ou aplicativo do Santander, sem precisar sair de casa! Basta simular o valor desejado, informando também os dados requisitados sobre o imóvel que vai servir como garantia. A simulação de crédito já aparece na hora para você analisar suas possibilidades.

Caso o seu pedido seja aprovado, será preciso cadastrar mais informações na proposta para que fique tudo mais completo além de enviar os documentos solicitados. É necessário ainda agendar com o banco uma vistoria de avaliação do imóvel que será colocado como garantia, por precaução da instituição financeira.

Depois disso, o cliente deve comparecer em uma agência do Santander mais próxima para assinar o contrato, registrá-lo em cartório e atualizar a matrícula. O dinheiro será liberado mediante a confirmação oficial de todo o trâmite.

Sobre os documentos necessários

Nesta modalidade de empréstimo, o contratante precisará apresentar sua documentação pessoal e da do imóvel com todos os dados corretos e atualizados. Assim, os documentos necessários do cliente são: CPF, identidade, formulário de proposta de crédito, comprovante de renda, declaração pessoal de saúde, certidão do estado civil e cópia autenticada de traslado recente da Procuração (se for o caso).

Se o solicitante for casado ou estiver em união estável há bastante tempo, será necessário disponibilizar uma cópia do RG e CPF do cônjuge ou convivente em questão. Caso seja estrangeiro, deverá apresentar o Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) ou passaporte com visto definitivo. 

Já os documentos referentes ao bem usado como garantia que também devem ser anexados são: IPTU do ano vigente ou anterior, certidão de matrícula do imóvel, cópia da convenção de condomínio e certidão negativa de tributos imobiliários.

É válido destacar que, ao longo do período estabelecido em contrato, o imóvel ficará em nome do banco, mas o proprietário pode utilizá-lo normalmente, inclusive vendê-lo. Nesta situação, precisará quitar as parcelas do empréstimo com o Santander primeiramente.

Fonte: Edital Concursos Brasil      –   Imagem: Uol Economia  – Foto por: Luis Lima Jr /FotoArena/Estadão Conteúdo (Editada)

Anúncio
Anúncio